sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

"Flash Mob" em Aracaju

Aconteceu! Nessa quarta-feira, os alunos da UNIT presenciaram o primeiro "flash mob" aracajuano.

Iniciado por 2 pseudo-funcionários e alguns estudantes da universidade, a mobilização contou com a participação de umas 30 pessoas, fora os que entraram de gaiatos em alguns momentos.
O objetivo era dar as boas vindas aos calouros e mostrar a diversidade cultural presente na universidade.
O que acharam?

ps: a gravação ficou ruim por causa de um defeito na câmera, mas assim que a universidade disponibilizar a gravação deles, feita em câmera profissional, farei um update desse post.


UPDATE 06/03
Finalmente um post! 
Primeiramente, peço desculpas aos leitores pelo meu sumiço. A agência e a comunidade de guerrilha tem ocupado o tempo que eu tinha para vir aqui. Acredito que agora voltei. ^^


Como prometido, estou fazendo o update do post que mais rendeu comentários até hoje. A universidade finalmente liberou a gravação que eles fizeram. Analisem:
A partir da análise do vídeo completo, concluímos que a ação não foi um flash mob, e sim uma performance.
Para explicar isso, destaco algumas partes do comentário de Sukai:



"A Banalização do conceito é evidente, mas não é de hoje que isso ocorre… é desde a sua raiz.




Por sim só flash mob não é um movimento, na verdade ele é uma forma de expressão que sim, obedece diversas regras:

- Aspectos da organização,
divulgação e execução determinam se o mesmo é ou não um flash mob.

Atualmente o que vemos é uma enchurrada de videos de
"flash mob dance" que na verdade, não passam de performances artísticas onde não há nenhuma mobilização.

Um Bom exemplo são as ultimas ações da TAP no Brasil e Portugal onde todos os participantes foram contratados para realizarem a coreografia, que sim surpreendou o publico, teve uma boa direção de arte no video, uma coreografia impecável mas não houve
nenhuma mobilizacão muito menos abertura para “humanos” normais participarem.

O Grande dance da T-Mobile tambem, já o do Black Eyed Peas existe o benefício da dúvida afinal já cheguei a conversar com “bailarinos” que estavam entre os 800 iniciais e soube que poderia haver um contrato.

O do Michael Jackson foi uma ação da Sony para lançamento do DVD “This is It” houve sim uma tentativa de
mobilização via web, junto aos fãs clubes do mesmo. Teve participação não contratada assim como tiveram dançarinos… não creio que nesse caso a divulgação excessiva tenha sido um problema… poderia ter ido bem mas a execução foi falha parecendo mais uma micareta e o video pecou totalmente nos aspectos básicos de um bom video de mob.

No caso da UNIT, realmente
não foi um flash mob e não chegou perto, aspecto da execução... fazer aprecer que o público esta interagindo não significa que seja um mob, aonde está a mobilização??? fora que o espaço estava reservado pra isso..."
É verdade que isso foi uma performance. Para ter sido flash mob tinha que existir esses pontos que destaquei nas palavras de Sukai.
O "mob" da UNIT além de não ter sido divulgado(pelo contrário, foi guardado a sete chaves entre os contratados), não houve mobilização nem na hora do ocorrido. Foi tudo muito forçado e restrito aos dançarinos.


Independente das críticas, dou os parabéns à equipe da UNIT pela performance. 

ps: corrigindo alguns comentários: 

o local do ocorrido não tinha sido "reservado", o que aconteceu é que nos dois dias anteriores tinha acontecido algumas apresentações, o que fez com que as pessoas estivessem esperando a ação.

16 comentários:

Artur disse...

me pareceu que já havia um espaço separado pra isso acontecer né?

acho que pra ficar perfeito teria q ser totalmente de supetão

Realmente lembro de ter ouvido música quando cheguei nesse dia, mas estava atrasado e fui direto pra aula

:S

Anônimo disse...

me parece uma situação q foi tao "bem" construida que já ficou o vazio esperando a apresentação.

n sei se isso dá para chamar de flash.

ou o povo da unit todo dia fica paradinho esperando o dia desse flash acontecer?

D:

enfim, pelo menos hoje pela manhã haverá uma outra apresentação de "flash", vamos ver o que será dessa seguda chance, digo, dessa segunda apresentação

#fail

Artur disse...

Pois é

ficou parecendo uma apresentação pré-programada...

Erivaldo Júnior (Siri) disse...

mas o flash mob é pré-programado.

Artur
não havia um espaço separado pra isso acontecer. É que quando começou, o pessoal começou a abrir e formou isso que vc viu.

Anônimo disse...

pareceu mais apresentação de gincana do que flash mob. Mas vlw pela iniciativa

Anônimo disse...

concordo que é preprogramado, afinal tem os ensaios, o planejamento do local e tal.

mas o que passa ai como se alguem tivesse tido: olhem, olhem, olhem! parem, parem todos! teremos um flash mob hoje. :O

não vejo naturalidade

tudo muito apresentaçãozinha de colegio

Anônimo disse...

Quando começou, a galera que fez essa rodinha ai nesse espaço.

Rebeca Rocha disse...

olha... não acho que dê pra rolar um flash mob na unit numa semana em que todos os dias no intervalo tm alguma apresentação. De certa forma o pessoal já tava esperando alguma coisa... ainda mais naquele espaço que nunca está completamente cheio de gente, sempre fica como um pátio mesmo. Acho que pra funcionar deveria ser num dia comum de aula, sem a expectativa da primeira semana, e num lugar completamente inusitado. De repente na outra praça de alimentação, entre as mesas, no corredor de um dos blocos... não sei. Mas pra mim esse nem contou como flash... valeu a intenção da galera do grupo de dança :)

Anônimo disse...

uma coisa eh certa.
isso n eh flash nem aqui e nem no paraguai

Erivaldo Júnior (Siri) disse...

então chamaremos de performance. Ta mais pra isso do que pra flash mob.
Mesmo assim valeu a intenção e pra mim ficou legal, mas creio que seria melhor em um local que não fosse esperado na universidade.

Rebeca...
não sabia que nos outros dias tinha rolado apresentação. Aí ficou na cara mesmo.

Anônimo disse...

sergipe tem outros cursos de publicidade, né?
vou estudar ai, mas agora tô pensando seriamente não fazer na Unit.

Tawany Paixão. disse...

Bom, como já disseram aí, o espaço não tava reservado pra isso, é que nunca tem gente la msm.. haha
acho que não funcionou direito como flash mob justamente pq tinham rolado apresentações nos dias anteriores e quando os "funcionários" e os "alunos" começaram a dançar, ngm ia achar que era espontâneo :P.
Mas de qualquer forma, acho que funcionou em alguns aspectos.
Por exemplo, eu e os outros participantes da dança ficamos conversando normal com as pessoas la no minishopping, como expectadores e do nada, saímos correndo lá pro meio pra dançar, do tipo "duvida que eu entre?!". Pelo menos as pessoas com quem eu tava conversando levaram um baita susto e ficaram com mó cara de incógnita qnd eu comecei dançar do nada.. haha
ENFIM (fiz um teeexto aqui, né? ok) Só pra terminar: acho que pode rolar um flash mob de verdade em algum lugar inusitado qualquer tempo desses e aí sim, vou querer ver a cara da galera :P
E thanks a quem gostou :DD (e a unit, pela oportunidade ^^)

Tawany Paixão. disse...

E ah, faltou o comecinho, quando os faxineiros tavam limpando as mesas, varrendo o chão e qndo a música começou, eles começaram a dançar só balançando a cabeça, batendo o pezinho :PP, pra depooois rolar a coreografia..
E no final quando a música parou do nada, cada um pegou sua vassoura,ou a sua mochila e voltaram a andar normalmente...

Sabe, acho que tinha potencial pra ser de fato um flash mob massa e tal... Mas por conta do ambiente (aquele vácuo no minishopping da unit) e pelas circunstancias (apresentações anteriores), não fluiu...
(Pronto. Encerrei. hahah)

Erivaldo Júnior (Siri) disse...

huumm
bem lembrado isso que vc falou Tawany

eu não vi o início porque tava distante do local e não gravei o final porque a câmera atingiu o limite de gravação :)

Vivas disse...

Em minha humilde opinião, pra ser flash mob, deve ter um propósito específico e parecer espontâneo...Ficou interessante, mas como performance mesmo. Ficou claro pelo vídeo que estava tudo pronto, esperando por eles.
Seria diferente se, num dia qualquer, no meio do intervalo, a música começasse e alguns sujeitos fossem levantando e dançando, puxando outros...E houvesse, claro, algum motivo final pra isso...

Sukai disse...

A Banalização do conceito é evidente, mas não é de hoje que isso ocorre… é desde a sua raiz.

Por sim só flash mob não é um movimento, na verdade ele é uma forma de expressão que sim, obedece diversas regras:

- Aspectos da organização, divulgação e execução determinam se o mesmo é ou não um flash mob.

Atualmente o que vemos é uma enchurrada de videos de "flash mob dance" que na verdade, não passam de performances artísticas onde não há nenhuma mobilização.

Um Bom exemplo são as ultimas ações da TAP no Brasil e Portugal onde todos os participantes foram contratados para realizarem a coreografia, que sim surpreendou o publico, teve uma boa direção de arte no video, uma coreografia impecável mas não houve nenhuma mobilizacão muito menos abertura para “humanos” normais participarem.

O Grande dance da T-Mobile tambem, já o do Black Eyed Peas existe o benefício da dúvida afinal já cheguei a conversar com “bailarinos” que estavam entre os 800 iniciais e soube que poderia haver um contrato.

O do Michael Jackson foi uma ação da Sony para lançamento do DVD “This is It” houve sim uma tentativa de mobilização via web, junto aos fãs clubes do mesmo. Teve participação não contratada assim como tiveram dançarinos… não creio que nesse caso a divulgação excessiva tenha sido um problema… poderia ter ido bem mas a execução foi falha parecendo mais uma micareta e o video pecou totalmente nos aspectos básicos de um bom video de mob.

No caso da UNIT, realmente não foi um flash mob e não chegou perto, aspecto da execução... fazer aprecer que o público esta interagindo não significa que seja um mob, aonde está a mobilização??? fora que o espaço estava reservado pra isso...

Por enquanto é isso gostaria de ser avisado se o comentário for respondido via email ou twitter @caiokomatsu